quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Personalizando imagens e Fotos para as redes sociais.

Pensando em nossos amigos empreendedores de pequenos e médios negócios, que nem sempre tem verba sobrando para contratar serviços profissionais, criamos esta dica de como personalizar suas fotos para as redes sociais,
Evite sempre postar fotos sem personalizar. Coloque um quadro, um fundo ou sua marca. Uma foto publicada sem alguma coisa que determine sua propriedade, deixa de ser sua. Uma foto sem marca no seu site, a não ser que você esteja nela, não é sua e pode ser copiada por qualquer um.


Mas eu não sei editar imagens! 



Não é tão difícil assim, chega a ser muito fácil. Vejamos como de uma forma prática.

Instale no seu telefone o aplicativo PHOTO GRID e faça as edições com facilidade. Veja abaixo o logo do aplicativo, cuidado para não instalar o aplicativo errado.


Como personalizar uma foto da forma mais simples:
1 – Tenha em seu telefone seu logo e outros apliques que queira usar, como quadros e fundos
2 - Abra o aplicativo. 
3 - Escolha Estilo Livre – É o melhor para começar. Depois você pode fazer testes com as outras formas de trabalhar.
4 - O aplicativo vai abrir em uma área qualquer onde existam fotos. Você escolhe a foto tocando nela. A foto aparecerá na parte de baixo. Escolha outra foto na mesma área ou mude de área na parte de cima do aplicativo.
5 - Com as duas fotos selecionada toque em seguir e as duas vão aparecer na tela.
6 - Você pode então tocar nas fotos para aumentar, diminuir, reposicionar, colocar na frente ou atrás.
7 - Quando estiver pronto toque em gravar.

Neste link há um vídeo em inglês, mas que mesmo para quem não entende a língua, dá uma ótima noção somente vendo o vídeo e até sem áudio.
Já neste link há um vídeo em português, mas de uma versão anterior do aplicativo. O que muda é a entrada até o momento de escolher as foto. Vale a pena ver.

RECURSOS DO PHOTO GRID
Grade - Combine várias fotos rapidamente com mais de 300 layouts, transformando-as em uma bela imagem.
Único - Dê estilo às suas fotografias com efeitos de filtro perfeitamente categorizados.
PinBoard - Marque momentos em um quadro personalizado. Com o PinBoard, você pode adicionar fotos, textos e adesivos a um plano de fundo que tem a sua cara.
Slides de Vídeo - Transforme suas fotos em surpreendentes histórias de vídeo. Slides de Vídeo permitem criar belas histórias de vídeo usando as suas fotos do Álbum de Fotos e adicionando as músicas, o texto e os adesivos de que você mais gosta!
Retalho - Conte uma história com uma imagem longa, combinando várias fotos com texto e adesivos!

Funções Populares
Layout - Mais de 300 layouts;
Texto - ""Editor de Texto"" que mostra exatamente o que você está digitando;
Adesivos - Centenas de adesivos, atualizados com frequência;
Ondulado - Adicione ondulado às suas fotos no PinBoard;
Hashtag - Adicione hashtags populares à sua foto automaticamente ao compartilhá-la no Instagram."

As ferramentas para implementação de negócios rentáveis você encontrará nessa página.
Você pode ainda, realizar um teste de 7 dias em um sistema completo de vendas e gestão, sem a necessidade de download.
Visite nosso site e veja outras formas de apoio gratuito que você pode receber.

Visite nossa página e fique a par das notícias e dicas para alavancar o seu negócio. Este mês, com curso de vendas gratuito em podcast e vídeo.

Até a próxima e sucesso  

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Quem pensa conspira




Desnecessário se faz relembrar ser importante que o indivíduo se identifique como profissional e como pessoa. Você terá que se auto avaliar para evoluir.

Alguma vez você se auto avaliou sem que tenha sido uma situação forçada por algum teste? Quantas vezes olhou para o espelho e identificou a única pessoa que não pode enganar? Pois é, se esta reflexão fosse realizada diariamente e você questiona-se o que fez de bom ou o que poderia ter feito de uma forma melhor no dia anterior, sua vida e sua carreira poderiam estar diferentes.

Seus conhecimentos somados a suas habilidades hoje se tornam ações? Como você entende que é visto por seus pares, subordinados e superiores? Se quer iniciar o planejamento de carreira, você terá que se identificar como indivíduo, seus valores, pontos fortes e fracos, qualidades, habilidades e personalidade. Não se preocupe se tiver que pensar muito para responder, a maior parte da população de nosso planeta não conhece a si mesmo, principalmente no que tange a valores e pontos fracos. Discursos e atitudes não condizem, todos assistem a filmes de ação se posicionando como os mocinhos, ou os de catástrofes como sobreviventes, colam um adesivo no carro com algo similar a “Deus te ama.”, e vão disputar ferozmente a antecipação na próxima agulha.

Com o tempo e a dedicação devida, será possível conhecer-se e ter algumas surpresas. Poderá por exemplo, descobrir que a imagem que tenta passar não é a que veem em você e também não é seu eu verdadeiro, ou ainda, que você está condicionado.

Condicionamento é um dos piores e mais difíceis pontos para um indivíduo analisar. Descobrir que suas ideias não são suas, seus gostos não são seus e seus anseios e sonhos de consumo lhe foram impostos é uma realidade difícil de conceber. Ainda não vivemos a ficção de filmes, como a origem, mas “origens” são postas diariamente na sua mente.

O ser humano é grupal e tende a ceder cedo aos condicionamentos dos grupos para ser aceito, posteriormente as corporações se encarregam de dar continuidade seja você funcionário ou consumidor.

Seja para um planejamento de carreira ou para que seja um indivíduo melhor, não passe a vida comento e se divertindo. Foi assim que se iniciou o condicionamento em sua forma mais famosa, quando o Imperador Romano Vespasiano, na inauguração do coliseu, proferiu a célebre frase “... Ao povo pão e circo.”. Ele descobriu que se povo pudesse se divertir e tivesse algo o que comer estaria satisfeito. Sobre esta frase o império Romano se concretizou e muitas repúblicas atuais lhe dão continuidade.

Não estamos aqui para discutir política, mas lhe demonstrar que se faz necessário se conhecer como indivíduo. Comece a adquirir conhecimento de fontes diversas, verifique se há similaridade entre as informações, não embarque na miopia. Quando por exemplo uma notícia lhe informar que o congestionamento do dia é resultante do excesso de veículos, questione, é isso mesmo ou é falta de planejamento?

O indivíduo condicionado é o escravo moderno, o melhor de todos, o que desconhece sua condição. Quem pensa conspira e quer liberdade, qualidade de vida e satisfação.

Até a próxima e sucesso.

Laierte Dias

Publicado no Jornal Monitor Mercantil

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Conheça os diferentes tipos de nota fiscal

Independentemente dos tipos de nota fiscal, todas têm algo em comum: são documentos de emissão obrigatória para todas as empresas, exceto para a categoria de Microempreendedor Individual (MEI).


Qual é a importância das notas fiscais?
As notas fiscais são de suma importância para o controle do consumidor, da empresa e do governo, permitindo uma maior segurança dos serviços de garantia, controle de compra e venda, gerenciamento de estoques e o monitoramento das informações sobre os rendimentos de pessoa física e jurídica. O controle pela nota fiscal é um meio de o governo garantir que os impostos e as taxas de tributos sejam calculados e recolhidos de maneira correta.
 
O que pode ajudar a minha empresa no controle dos tipos de nota fiscal?
Para auxiliar sua empresa na gestão dos mais diversos tipos de nota fiscal, trabalhe com sistemas que otimizem o tempo no momento de realizar a emissão de cada documento, selecionando um software que seja mais adequado para agilizar o processo como um todo. Também é importante contratar um contador para oferecer o suporte necessário para essa atividade e para as demais referentes à declaração dos rendimentos.
 
Como a tecnologia e os sistemas podem ajudar no controle de notas fiscais?
Além dos softwares de gestão de dados fiscais, a tecnologia vem permitindo grandes avanços por meio do uso de notas fiscais eletrônicas, projeto que várias empresas já estão aderindo para obter diversos ganhos. Conheça algumas das vantagens de seu uso:
  • redução do uso de papel;
  • redução de custos com o armazenamento dos documentos;
  • incentivo à utilização da tecnologia;
  • aumento da confiança nas notas fiscais;
  • melhoria no controle fiscal.
Quais são os principais tipos de notas fiscais?

1. NF-e (Nota Fiscal Eletrônica)
Este é o documento que recebemos ao realizar uma compra de produtos e serviços pela internet. A nota Fiscal Eletrônica para a compras e vendas está sujeita a tributação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
 
2. CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico)
Criada em 2012, essa nota fiscal é específica para a prestação de serviços de transporte rodoviário de cargas. O objetivo de seu uso é reduzir faturas e pagamentos duplicados, eliminando, assim, dados controversos entre as notas e os produtos transportados.

3. NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica)
A NFS-e é utilizada para documentar serviços e está ligada à cobrança de ISS (Imposto sobre Serviços). Algumas de suas características são:
  • o cancelamento poderá ser feito em até cinco dias após a emissão;
  • o prazo de arquivamento é de cinco anos, após a emissão;
  • a emissão poderá ser feita após a finalização do serviço;
  • a nota deverá ser de apenas um tipo de serviço.
 
4. NFC-e (Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor)
A Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor substituiu o cupom fiscal e da Nota Fiscal de balcão em papel, documentos entregues ao cliente ao comprar produtos nas lojas para utilização ou consumo. Além de permitir para quem compra a possibilidade da conferência, este tipo de nota garante um controle fiscal mais efetivo por parte do governo.

Agora que você já sabe a importância de conhecer e gerenciar os tipos de nota fiscal (tanto para você como para os seus clientes), conheça uma solução ideal para fazer a gestão de suas informações tributárias por meio de um sistema que facilitará o cotidiano do seu negócio.


5. NFA-e (Nota Fiscal Avulsa Eletrônica)
Nota Fiscal Avulsa eletrônica – NFAe -, é um documento emitido por micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais – MEI - que ainda não possuem autorização ou acesso à emissão de documentos fiscais como a Nota Fiscal eletrônica – NFe -, para a venda de produtos. Aqueles contribuintes obrigados a emissão de NFe não podem emitir uma NFAe. Elas são muito utilizadas por MEIs quando da venda para empresas. Para quem tem um fluxo grande de vendas, a utilização da NFAe não é indicada, apenas para eventualidades, pois a solicitação de uma NFAe é feita uma a uma no portal da Secretaria da Fazenda do Estado. No caso dos profissionais autônomos, a emissão da NFAe deve ser feita a partir do governo municipal onde está cadastrado. Uma grande diferença entre a NFe e a NFAe é que esta última apesar de ser emitida eletronicamente, o documento original será a Nota Fiscal Avulsa impressa em papel, que deverá ser armazenado obrigatoriamente por 5 anos.

As ferramentas para implementação de negócios rentáveis você encontrará nessa página.

Você pode ainda, realizar um teste de 7 dias em um sistema completo de vendas e gestão, para emitir estas notas fiscais, sem a necessidade de download. 

Visite nosso site e veja diversas formas de apoio gratuito que você pode receber.

Visite nossa página e fique a par das notícias e dicas para alavancar o seu negócio. Este mês, com curso de vendas gratuito em podcast e vídeo.

Até a próxima e sucesso  

Erro ao enviar nota fiscal por email no CAIXA

Devido a recentes atualizações do sistema operacional Windows, alguns ambientes utilizando o CAIXA PDV, vem apresentando um erro ao enviar email da nota fiscal NFCe, para o cliente de dentro do próprio caixa.





Por favor desconsidere a mensagem. O email foi enviado e seu cliente receberá uma mensagem como esta?


Ao clicar no link, o cliente terá acesso ao site da Secretaria de Fazenda, para fazer o download ou imprimir sua nota, inserindo a chave de acesso que consta na mensagem.



Pedimos desculpas pelo inconveniente e estamos trabalhando para solucionar o problema o mais breve possível.

Já para o envio de notas fiscais NF-e pela retaguarda ON line, está normalizado e seu cliente ou fornecedor, receberá um email como este:


As ferramentas para implementação de negócios rentáveis você encontrará nessa página.

Você pode ainda, realizar um teste de 7 dias em um sistema completo de vendas e gestão, sem a necessidade de download.

Visite nosso site e veja outras formas de apoio gratuito que você pode receber.

Visite nossa página e fique a par das notícias e dicas para alavancar o seu negócio. Este mês, com curso de vendas gratuito em podcast e vídeo.

Até a próxima e sucesso 


sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

4 dicas para formação de preço no varejo





Devido à grande competitividade do mercado comercial, realizar uma boa formação de preço no varejo é essencial para cobrir custos e despesas, captar clientes e, ao mesmo tempo, lucrar mais.

Felizmente, precificar é um processo flexível, ou seja, pode ser ajustado quando necessário. No entanto, é fundamental acompanhar as tendências do segmento e monitorar a concorrência para sair na frente. Para ajudar você a definir os melhores preços, reunimos algumas dicas. Confira!

 

1. Descubra o custo unitário

Varejistas, quase sempre adquirem grandes volumes de seus fornecedores, porém, geralmente vendem em unidade para os consumidores. Para dar início ao cálculo do preço, é preciso levantar o custo unitário da mercadoria.

Essa tarefa é simples: basta dividir o valor pago pelo número de itens no palete (ou pacote). Por exemplo, um lote com 200 canecas custa 2,4 mil reais. Ao dividir o custo por unidade, você desembolsou 12 reais em cada item. Esse processo é bem básico, porém, crucial para os próximos passos.

 

2. Contabilize as despesas

Esse fator é importantíssimo para definir os gastos, a fim de chegar a um método eficiente de precificação. Para isso, separe dois tipos de custos:

  • variáveis: são aqueles eventuais, que baseiam-se no volume de venda, como despesas com emissão de boletos, comissão de vendedores, devolução/troca de um item avariado 
  • fixos: são os que devem ser pagos com frequência, independentemente do faturamento da empresa, como aluguel da loja, folha de pagamento, internet etc.

Todos os dois precisam ser quitados pelas vendas feitas no estabelecimento, mas como fazer isso depende do varejista. Existe uma maneira bastante eficaz, que é diluir os custos fixos no mix de produtos.

Imaginemos que você tenha 30 tipos de itens no seu estoque. A partir disso, você pode distribuir porcentagens de despesas para cada categoria: 20% vêm do produto X (o seu carro-chefe), 15% do Y, o item Z paga mais 10% e assim por diante.

Dessa forma, você descobre quantas mercadorias de cada tipo precisa comercializar para quitar sua operação, e o que restar é lucro. Se 10 vendas da peça X já pagam os gastos, a 11ª venda, além dos custos fixos, já corresponde ao seu rendimento.

 

3. Respeite a margem

Ao ter uma tabela de preços bem elaborada, com a margem aplicada a cada produto, você vai descobrir o mínimo que poderá vender. Caso você já tenha determinado uma margem para a sobrevivência da sua loja, respeite-a.

Portanto, se você pretende obter 25% sobre o custo do item (preço mais viável para o mercado), permaneça no seu plano, exceto se a sua estratégia exigir uma mudança. Caso contrário, não vale a pena ter aquela mercadoria em estoque se ela gerar prejuízo. Afinal, além de comprar bem, é preciso vender bem.

 

4. Pesquise a concorrência

Coloque seu preço um pouco acima ou abaixo do valor adotado pela média da concorrência. Saber a precificação praticada pelos seus “oponentes” evita que você coloque preços muito elevados e, ao mesmo tempo, aumenta a percepção de valor dos clientes.

Analisar o preço dos concorrentes é uma prática que pode frear as manobras promocionais e alcançar margens superiores às praticadas no mercado.

Utilize essa manobra em mercadorias de alto giro e de alta identificação (itens cujos preços os consumidores memorizam), como produtos sazonais, de alto valor agregado e não alimentícios.

Lembre-se de fugir das constantes disputas de preços, pois cada varejo tem custos e características distintas.

E então, o que achou das nossas dicas para formação de preço no varejo? Agora, basta colocá-las em prática para definir preços mais competitivos, vender mais e conquistar um lugar de destaque no mercado!

 As ferramentas para implementação destes negócios você encontrará nessa página.

Você pode ainda, realizar um teste de 7 dias em um sistema completo de vendas e gestão, sem a necessidade de download.

Visite nosso site e veja outras formas de apoio gratuito que você pode receber.

Visite nossa página e fique a par das notícias e dicas para alavancar o seu negócio. Este mês, com curso de vendas gratuito em podcast e vídeo.

Até a próxima e sucesso

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

8 negócios em alta para começar em 2019







Com a expectativa de crescimento e a confiança no novo governo, muitas pessoas estarão empreendendo em 2019, quando se acredita que haverá um crescimento na economia. Para que estas pessoas e empresas consigam se manter lucrativas e alcançar a longevidade é essencial pesquisar o que pode chamar a atenção do seu público-alvo e ver como implementá-lo no seu estabelecimento ou novo negócio. Para ajudar você nessa jornada, separamos alguns negócios em alta para aplicar na sua nova ou atual empresa e aumentar a sua lucratividade em 2019.

1. Alimentação saudável - Alimentação saudável é algo que tem chamado a atenção de muitas pessoas. Por isso, ele é um dos negócios que estão em alta para o ano de 2019. Então, independentemente de onde você more, essa é uma ideia que pode ser muito lucrativa. Uma boa forma de participar dessa tendência de mercado é revender ou criar um espaço dentro do seu estabelecimento para que as pessoas possam comprar e consumir alimentos saudáveis. Assim, eles também podem conhecer as soluções que você tem a oferecer no mercado.

2. Marketing de afiliados - De forma bem resumida o marketing de afiliados é um processo no qual você pode ganhar uma comissão fazendo a venda do produto de outra empresa. Uma boa ideia para fazer isso é usar o seu website, que já conta com uma audiência segmentada, para promover os outros.

3. E-commerce – A modalidade do comércio eletrônico tem sido uma das mais rentáveis. Para aqueles que pensam em investir na loja física, vale pensar em uma loja e-commerce para garantir a presença virtual e alcançar cada vez mais clientes ao redor do Brasil.

4. Distribuição de bebidas – O público consumidor de bebidas só cresce, o ramo de distribuição de bebidas tem tudo para continuar dando muito certo nos próximos anos. A variedade de bebidas alcoólicas e não alcoólicas e a possibilidade de inovar no setor também contribuem para o crescimento desse mercado. As cervejas artesanais, por exemplo, representam 1,5% do mercado nacional e são as cervejas preferidas dos milênios. De acordo com os dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Nos últimos cinco anos, houve avanço de 130% no setor. São 835 negócios com aproximadamente 170 mil produtos.

5. Beleza – Em 2019 este é outro segmento em que se pode investir sem medo. É sempre possível inovar no ramo da beleza. A tecnologia pode ser uma importante aliada tanto para a venda destes produtos quanto no momento de sua fabricação. As chances de exportação também são grandes.

6. Gestão de resíduos – Temos um grande problema no Brasil com o descarte de lixo. Cada brasileiro descarta ao dia aproximadamente mais de um quilo de resíduos.

7. Economia compartilhada – Empresas consolidadas no mercado como é o caso da Uber mostram o quanto negócios relacionados à economia compartilhada têm tudo para ser um sucesso. Vale pensar em um modelo de negócio nesse setor para empreender em 2019.

8 - Franquias - As franquias continuam sendo uma boa opção de investimento e para 2019, entende-se que algumas linhas prosperarão mais que outras, seno as mais cotadas as de alimentação, educação/tecnologia e serviços inovadores

Só não se esqueça das tarefas básicas e fundamentais antes de empreender como:
  •     Uma pesquisa do mercado em que se pretende atuar;
  •     Criar um plano de negócios;
  •     Fortaleça o relacionamento;
  •     Estude os meios mais apropriados de divulgação para o negócio.
    
Você pode ainda procurar a ajuda de uma consultoria especializada que também tenha o conhecimento em finanças, como a EDS Marketing. É mais barato do que você pensa.

As ferramentas para implementação destes negócios você encontrará nessa página.

Você pode ainda, realizar um teste de 7 dias em um sistema completo de vendas e gestão, sem a necessidade de download.

Visite nosso site e veja outras formas de apoio gratuito que você pode receber.

Visite nossa página e fique a par das notícias e dicas para alavancar o seu negócio. Este mês, com curso de vendas gratuito em podcast e vídeo.

Até a próxima e sucesso

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Como dar mais produtividade ao operador de caixa?



Agregar produtividade ao operador de caixa é sobre unir eficiência e agilidade. Tanto os próprios colaboradores quanto os recursos devem estar prontos para entregar alta qualidade aos clientes, desempenhando processos com propriedade e autonomia.

Nesse cenário, qual é o papel da liderança para potencializar o desempenho da equipe? Pensando nesse assunto, preparamos este post para ajudar você nesse caminho. Quer saber por onde começar? Leia o conteúdo a seguir!

Conheça os desafios da sua equipe

 

É comum que gestores busquem a produtividade principalmente na linha de frente da empresa, garantindo a maximização dos resultados e a alta qualidade, mas se a direção não está inteirada sobre o dia a dia dos colaboradores, nunca vai ter uma perspectiva real sobre o que pode ser melhorado.

Sendo assim, antes de qualquer coisa, busque os gargalos operacionais direto na fonte: comunique-se com os operadores de caixa para saber o que mais atrapalha a produtividade, além de coletar sugestões do que pode melhorar o processo e atendimento. Essa ação vai favorecer o clima organizacional e dar uma visão pontual sobre a operação.

 

Dê condições para a alta performance


Se a fila sempre está enorme nos caixas, isso é um mau sinal. Contudo, como exigir que quem trabalha nesses postos seja mais ágil quando, por exemplo, o sistema de cobrança é lento? Não deixe que pontos estruturais prejudiquem o andamento do trabalho.

Observe a gestão de filas, o padrão de cadastro de clientes, o espaço no qual a equipe exerce suas funções, as questões internas como tempo de pausa, promoção do bem-estar corporativo, salário oferecido, treinamentos técnicos, relacionamento com a liderança etc.

BREVE.

Guia-definitivo-para-ser-um-excelente-gerente-lojas 

Trace planos e metas factíveis



É essencial não cobrar a realização de propósitos que simplesmente não cabem dentro da realidade do empreendimento. Por isso ter proximidade com os desafios da equipe é tão importante. Ainda que por meio de relatórios, acompanhe o desempenho periodicamente, elencando pontos negativos e buscando a causa deles.

Feito isso, é possível traçar planejamentos tanto para a melhoria da estrutura de trabalho — a fim de dar condições para o alto desempenho — quanto para alçar objetivos ligados ao crescimento da organização. Seja ousado, mas não mire no impossível: juntamente com a equipe, estabeleça passos menores para alcançar o propósito maior e estipule prazos.

 

Reconheça os resultados positivos


Está nas necessidades humanas: o social importa, e o reconhecimento é a forma de manifestar a saúde dessas relações. Crie programas para recompensar o trabalho bem-feito. Atos como “colaborador do mês” podem ter um efeito positivo de acordo com o perfil da sua equipe.

Entretanto, não se apegue a esses títulos: colocar uma ideia de melhoria em prática, mencionar um resultado positivo numa reunião e até mesmo agradecer o empenho nas funções também conta. Você pode engajar a equipe criando prêmios, que podem ser bônus em dinheiro, viagens, dias de folga etc. O importante é ter valor para os colaboradores.

 

Automatize o máximo de processos


Não adianta ter operadores de caixa que trabalham em potência máxima se os recursos não são bem aproveitados, pois isso vai apenas desgastar os colaboradores e demandar um esforço enorme para pouco resultado. Diante disso, se exalta a importância de processos eficientes.

Use a tecnologia a favor da linha de frente, mas se atente ao que realmente pode agregar valor ao trabalho. A dica para não errar é o uso de um software de automação. Essa ferramenta adiciona produtividade ao operador de caixa, eliminando possibilidade de erros humanos e lances repetitivos que tomam o tempo sem dar resultados efetivos.

Quer saber como trazer toda essa expertise para a gestão do seu negócio? Entre em contato conosco e conte com a nossa experiência a favor da sua empresa! Ou teste gratuitamente nosso sistema por 7 dias.

Sucesso e até a próxima.